Tribos



Sou o canto do trovão.
Filho da estrela do norte.
Sou lobo, águia e salmão
Teço meu destino e minha sorte...

Sou a voz do amazonas.
Senhor do pirarucu.
Sou onça, gavião e mico-leão.
Guerreiro sou, e sou forte...

Sou o vento da savana,
Servo da mãe natureza.
Sou leopardo, abutre e leão.
Vivo no paraíso de riquezas...

Sou um amigo da terra,
Não só amigo! Irmão.
Ouça meu grito de guerra,
Já basta tanta destruição.

Canto para o céu,
Grito ao mar.
Sou Moicano, Arara e Luba.
O natural vamos preservar...

3 comentários:

Barbara disse...

os verdadeiros donos dessa terra...

Thiago brOw disse...

Uma cultura que merece ser admirada e valorizada.

Drix Brites disse...

mitakwiê oyasin
somos todos parentes
;)
belíssima poesia.

Postar um comentário