Chamada Não Atendida

Eu esperei você ligar todo o dia
Numa cama vazia tive que deitar
Não é que não tenha escolhas
Muita coisa poderia fazer agora
Os lábios carnudos ainda estão na minha boca
E a lembrança de uma memória longínqua me faz relevar

O silêncio significa muitas coisas
A possibilidade de fazer acontecer se perdeu no tempo
A promessa quebrada ecoa entre as orelhas atéias
Os assuntos discutidos passam a ser coisa de momento
E a lembrança de uma memória longínqua me faz relevar

Os ateus que perdoem minha fé momentânea
Tive de fazer a ligação não atendida da confirmação
O que pode estar fazendo agora não importa
As vezes tenho esperança de não te ver mais
Apesar de ter certeza do seu medo
Que provoca aquela atitude
Que ja vi tantas vezes
E pelo jeito verei outras mais

Não atendeu o telefone
Porque não queria falar comigo
O registro esta lá, permanente
Na minha memória a ecoar

Decidi ja a aceitar as desculpas
Fingir que não analizei o reencontro
Do meu sentimento de dúvida e da desilusão
Farei aquele sorriso ameno
As juras que queria ouvir

Não serei mais romântica
Uma vez me prometi
A lembrança de uma memória antiga me faz relevar
E sorrir ao ver de novo
A saudade que deixou aqui
Para eu pescar

1 comentários:

Thiago brOw disse...

Gostei.. sutilmente traz um sentimento forte que tenta sobressair por cima da razão mas o consciente não permite.

Postar um comentário