Não é a arte o desabafo do desesperado ?

Poderia deleitar-me eternamente com teu sofrimento...

Tuas lágrimas seriam minha fonte,
O sangue que corre em tuas veias, meu alimento,
Cada súplica é como um sussurro de amor,
Cada grito desesperado, uma nova canção de ninar.

Não se preocupe, não se desespere...
Um dia isto tudo irá cessar,
Um dia a dor e a agonia vão embora,
Junto o teu último suspiro...
E teu corpo a gelar lentamente.

Não é a arte o desabafo do desesperado ?
Vamos, segure minhas mãos...
Sinta o sangue correr por meus dedos...
E você escapar deliciosa e lentamente
Até cair por inteiro num abismo que conhecemos.

Deixe me ouvir suas lamúrias, sentir tua tristeza.
Quero sentir cada cada gota do teu sangue sobre meu corpo.
Quero beijar cada ferida que lhe fiz,
E sentir teu corpo por inteiro perto de mim...
Agonizando, sofrendo, em prantos...

Não me pergunte o que está havendo...
Não lhe direi o obvio... Apenas estou me redimindo.
De todos os sorrisos que lhe proporcionei,
De todos os beijos, de todas as carícias...
Das palavras, dos sussurros, da melodia...

Porque um dia alguém me tirou as esperanças,
Me tirou as mais puras lágrimas de amor...
Arrancou meu riso, minha vós, minha canção...
E só deixou o desespero, a saudade, as feridas...
Só me restou um último desejo, a vingança...

6 comentários:

Daniel Dobbin disse...

tenso... muito bom menina..

Barbara disse...

A emoção consome o artista por dentro e o devorará inteiro se não colocar os vermes pra fora. O artista faz o vômito incontrolável sair dando cambalhota.

Isaac/Sawyer disse...

Ela tem o dom... =P

Gostei muito... me identifiquei bastante...

Drix Brites disse...

a arte é visceral, no desespero da dor ou no êxtase desesperado, das entranhas nasce o filho do casamento entre céu e terra..
o sagrado e o profano..
existe algo mais humano?

Lost Angel disse...

Essa é minha mãe *-* By Aurus

Drix Brites disse...

ah, esqueci o principal.. foda hein menina.. mto bom mesmo!

Postar um comentário